Visão

Contribuir com a sociedade garantindo que os profissionais de Fisioterapia e Terapia Ocupacional prestem bons serviços, a partir de uma rigorosa fiscalização, além de promover capacitações e ações de valorização aos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais.

Missão

Disciplinar o exercício profissional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional no Estado do Espirito Santo, fazendo prevalecer a conduta ética e técnica, valorizando as competências profissionais e contribuindo para a valorização da vida e do desenvolvimento humano no país.

Valores

Ética;
Compromisso e imparcialidade com o cumprimento da legislação;
Celeridade e eficácia no fluxo processual;
Garantia de exação profissional;Excelência na qualidade.

A Lei N. 6.316 – de 17 de dezembro de 1975,cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Fisioterapia e Terapia Ocupacional e dá outras providências.
CAPÍTULO I

Dos Conselhos Federal e Regionais de Fisioterapia e Terapia Ocupacional

Art. 1º. São criados o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, com a incumbência de fiscalizar o exercício das profissões de Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional definidas no Decreto-Lei nº. 938, de 13 de outubro de 1969.§ 1º. Os Conselhos Federal e Regionais a que se refere este artigo constituem, em conjunto, uma autarquia federal vinculada ao Ministério do Trabalho.§ 2º. O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional terá sede e foro no Distrito Federal e jurisdição em todo o País e os Conselhos Regionais em Capitais de Estados ou Territórios.

Art. 7º. Aos Conselhos Regionais compete:

I – eleger, dentre os seus membros, por maioria absoluta, o seu Presidente e o Vice-Presidente;II – expedir a carteira de identidade profissional e o cartão de identificação aos profissionais registrados;III – fiscalizar o exercício profissional na área de sua jurisdição representando, inclusive, às autoridades competentes, sobre os fatos que apurar e cuja solução ou repressão não seja de sua alçada;IV – cumprir e fazer cumprir as disposições desta lei, das resoluções e demais normas baixadas pelo Conselho Federal;V – funcionar como tribunal Regional de Ética, conhecendo, processando e decidindo os casos que lhe forem submetidos;VI – elaborar a proposta de seu Regimento, bem como as alterações, submetendo-a à aprovação do Conselho Federal;VII – propor ao Conselho Federal as medidas necessárias ao aprimoramento dos serviços e do sistema de fiscalização do exercício profissional;VIII – aprovar a proposta orçamentária e autorizar a abertura de créditos adicionais e as operações referentes a mutações patrimonias;IX – autorizar ao Presidente adquirir, onerar ou alienar bens imóveis;X – arrecadar anuidades, multas, taxas e emolumentos e adotar todas as medidas destinadas à efetivação de sua receita, destacando e entregando ao Conselho Federal as importâncias correspondentes à sua participação legal;XI – promover, perante o juizo competente, a cobrança das importâncias correspondentes a anuidades, taxas, emolumentos e multas, esgotados os meios de cobrança amigável;XII – estimular a exação no exercício da profissão, velando pelo prestígio e bom conceito dos que a exercem;XIII – julgar as infrações e aplicar as penalidades previstas nesta Lei e em normas complementares ao Conselho Federal;XIV – emitir parecer conclusivo sobre prestação de contas a que esteja obrigado;XV – publicar, anualmente, seu orçamento e respectivos créditos adicionais, os balanços, a execução orçamentária, o relatório de suas atividades e a relação dos profissionais registrados.

Art. 8º.Aos Presidentes dos Conselhos Federal e Regionais:

incumbe a administração e a representação legal dos mesmos, facultando-se-lhes suspender o cumprimento de qualquer deliberação de seu Plenário que lhes pareça inconveniente ou contrária aos interesses da instituição, submetendo essa decisão à autoridade competente do Ministério do Trabalho ou ao Conselho Federal, respectivamente.

Este é um canal de comunicação responsável pela recepção, encaminhamento de providências e respostas referentes às críticas, denúncias e reclamações dos profissionais das áreas e da população em geral. Todas as manifestações serão direcionadas para as devidas apurações e providências.

As manifestações podem estar também relacionadas a elogios e sugestões. Sua participação é importante para que possamos aprimorar nossos serviços.

Para esclarecer dúvidas, sugerimos que visite nossa página de Perguntas Frequentes. Caso não encontre o que procura por lá, envie sua pergunta para Contato.

SECRETARIA

[email protected]

fiscalização

[email protected]

Jurídico (exec.fiscal/spc)

[email protected]

Apoio Administrativo

[email protected]

financeiro

[email protected]

fiscalização (pj e pf)

[email protected]

Jurídico 2 (processo ético/notificação)

[email protected]

denúncias

[email protected]

Os núcleos são espaços além da sede do Crefito-15 onde é possível retirar documentos sem que o profissional tenha que comparecer a nossa sede em Vitória.

Há quatro núcleos na região do Crefito-15, eles estão localizados em:

  • Cachoeiro de Itapemirim
  • Colatina
  • Linhares
  • São Mateus
RESOLUÇÃO nº 13
Clique aqui para conferir.
RESOLUÇÃO nº 12
Clique aqui para conferir.
RESOLUÇÃO nº 11
Clique aqui para conferir.
RESOLUÇÃO nº 10
Clique aqui para conferir.
RESOLUÇÃO nº 9
Clique aqui para conferir.
RESOLUÇÃO nº 8
Clique aqui para conferir.
RESOLUÇÃO nº 7
Clique aqui para conferir.
RESOLUÇÃO nº 6
Clique aqui para conferir.
RESOLUÇÃO Nº 5
Clique aqui para conferir
RESOLUÇÃO Nº 4
Clique aqui para conferir
RESOLUÇÃO Nº 3
Clique aqui para conferir
RESOLUÇÃO Nº 2
Clique aqui para conferir
RESOLUÇÃO Nº 1
Clique aqui para conferir
REGIMENTO INTERNO

Clique aqui para conferir.

resoluções cofitto

Clique aqui para conferir.

PORTARIA Nº 001-2023 – 

Exoneração Daniel Salume. assinada

Clique aqui para conferir

PORTARIA 244/2022

Dispõe sobre exoneração do colaborador comissionado no cargo de Assessor Jurídico

Clique aqui para conferir

PORTARIA Nº 248-2022

Nomeação do Procurador Geral – Marcelo Mendes de Souza

Clique aqui para conferir

PORTARIA N° 251_2022

Registro de Ponto eletrônico

Clique aqui para conferir

PORTARIA N° 250_2022 

Nomeação CPL Assinado

Clique aqui para conferir

PORTARIA 258/2022

Dispõe sobre nomeação de colaborador comissionado no cago de Controlador

Clique aqui para conferir

PORTARIA N° 267/2022

Dispõe sobre recesso de fim de ano

Clique aqui para conferir

PORTARIA Nº 268-2022

Designa empregados públicos para atuar como interveniente nos protocolos direcionados à Comissão Eleitoral

Clique aqui para conferir

Portaria 087/2018  – Determinar o procedimento digital de gravação de mídia para realização das audiências de instrução nos termos da resolução 423/2013 do COFFITO

Portaria 243/2022

Dispõe sobre exoneração do Colaborador comissionado de Coordenador-Geral

Clique aqui para conferir

Portaria 087/2018  – Determinar o procedimento digital de gravação de mídia para realização das audiências de instrução nos termos da resolução 423/2013 do COFFITO

 
Scal Plataforma de Tecnologia
HC School
Emilly Santos
ENGLISH WORK
SmartDoc Consultórios