Home / Geral / Acupuntura: mais uma área de atuação da Fisioterapia

Acupuntura: mais uma área de atuação da Fisioterapia

Uma das áreas de atuação dos fisioterapeutas é a Acupuntura, um conjunto de técnicas e conhecimentos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) que nasceu há aproximadamente 5.000 anos. Sua principal característica se deve à estimulação de pontos sob o tecido cutâneo através de agulhas, stipers ou laser.

“A Acupuntura busca a recuperação do organismo como um todo pela indução de processos regenerativos, normalização das funções alteradas, reforço do sistema imunológico e controle da dor”, explica o Dr. Vinicius Itabaiana de Carvalho Pires, fisioterapeuta e acupunturista.

Ele conta que para a MTC, a doença surge quando existe um déficit energético no corpo humano, que flui através de canais denominados meridianos. A inserção de agulhas em determinados pontos pode determinar a estimulação de alguns receptores para que esse fluxo energético se regularize.

“Após a inserção da agulha no ponto correto, poderá haver sensação discreta de choque elétrico e uma dor leve, efeitos transitórios que são normais, indicando a correta aplicação do ponto com ativação de terminaçõe nervosas locais. Na grande maioria das vezes, a acupuntura é praticamente indolor, visto o pequeno diâmetro da agulha (até 10 vezes mais fina que as agulhas de injeção), e sua ponta redonda (e não cortante, como as das agulhas de injeção)”, descreve.

Para os chineses tradicionais existem cerca de 300 doenças tratáveis por Acupuntura, entre elas, sinusite, rinite, resfriado, faringite, amigdalite aguda, zumbido, dor no peito, palpitações, enfizema, bronquite crônica, asma brônquica, alterações menstruais, cólica menstrual, lombalgia durante a gravidez, ansiedade, depressão, insônia, mal-estar provocado pela quimioterapia, dores associadas com câncer, tendinites, fibromialgia, dores pós-cirúrgicas, síndrome complexa de dor regional, dermatites, gastrite, úlcera gástrica, úlcera duodenal, colites, diarréia, constipação, cefaléias, enxaqueca, paralisia facial, seqüelas de acidente vascular cerebral, lombalgia, ciatalgia, artrose, artrite, entre tantas outras.

A resolução do COFFITO que reconhece a Acupuntura como especialidade da Fisioterapia é a Nº 219, de 14 de dezembro de 2000. Acesse http://coffito.gov.br/nsite/?p=2977 e veja a norma completa.

Dr. Vinicius Itabaiana de Carvalho Pires é:

  • Especialista em Reabilitação Músculo Esquelética pela Irmandade da Santa Casa de São Paulo;
  • Especialista em Acupunturapelo Centro Científico e Cultural Brasileiro de Fisioterapia (CBF-SP);
  • Especialista em Atenção Primária a Saúde;
  • Especializando em Osteopatia pela Escuela de Osteopatia de Madrid;
  • Aprimoramento em RPG;

Leia Também

COFFITO mantém consultoria online para os profissionais que estão na linha de frente do enfrentamento à COVID-19

O COFFITO segue disponibilizando ferramenta de teleconsultoria, realizada por meio de um chat no WhatsApp, …

.

PARCEIROS CREFITO

 
 
X